O Tempo – Uma pequena história de amor

O Tempo – Uma pequena história de amor

1332

Em uma ilha moravam os seguintes sentimentos: A Alegria, a Tristeza, a Vaidade, a Sabedoria e o Amor. Um dia avisaram aos moradores daquela ilha que a mesma ia ser inundada. O Amor ficou inquieto e muito preocupado com a segurança dos companheiros cuidou que todos os sentimentos se salvassem; Cada qual pegou o seu barquinho e partiram a procura de algum lugar seguro, mais precisamente num lugar bem alto. O Amor não se apressou, pois queria ficar um pouco mais com a sua ilha. De repente subiu a maré e as águas começaram a cobrir toda a ilha; Quando se deu conta já estava se afogando, e desesperadamente começou a pedir ajuda. Nesse momento passava por ali a riqueza, e o amor implorou: “Riqueza me leva com você”. Ela lhe respondeu: “Não posso, meu barco está cheio de ouro e prata e você não vai caber dentro dele”.

Em seguida, passou a vaidade. O amor lhe pediu ajuda ela lhe respondeu o seguinte: “Infelizmente, não posso, você vai sujar o meu barco”.

Logo atrás vinha a tristeza e um outro pedido de ajuda: “Tristeza posso ir com você?” Ela retrucou e respondeu-lhe: “Ah Amor! estou tão triste que, sinceramente, prefiro ir sozinha”. Mais adiante vinha chegando a Alegria que, de tanto contentamento que estava, nem ouviu o Amor, e este começou a chorar. Finalmente, eis que surge, passando perto de si um velhinho. navegando a sua embarcação e este lhe falou: “Sobe Amor que eu te levo”.

O Amor radiante de felicidade nem se lembrou de perguntar o nome daquela boa alma. Chegando ao alto do morro, onde estavam os sentimentos, o amor perguntou à Sabedoria quem era  aquele velhinho que o trouxera até  o topo da montanha.

Ela lhe respondeu: “O Tempo”. O Amor voltou a perguntar: “O Tempo? Mas por que só o Tempo me trouxe até aqui?” A Sabedoria, então, respondeu-lhe:

“Porque só o Tempo é capaz de ajudar a entender um grande Amor”.

VEJA TAMBÉM

Sem Comentários, Seja o Primeiro!

Comente com sua Conta do Facebook